Giselle Sato
A inspiração é o encontro perfeito das palavras e a imaginação. Aventure-se.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


Há quatro anos fiz uma polissonografia, o resultado foi apnéia do sono, como eu estava acima do peso e com outras  comorbidades associadas, inclusive diabete tipo II, fiz a cirurgia bariátrica.
No ano seguinte só tomei o hormônio para o hipotiroidismo e me senti no paraíso, livre de todos os comprimidos e doenças. Isso foi muito bom, até a artrite reumatóide começar a incomodar: corticóides, imunossupressores, remédios e mais remédios.

A hipertensão e diabetes voltaram, não é muito comum mas acontece, e eu estava tão ocupada com as dores que esqueci a apnéia, só quando a coisa apertou tomei coragem para procurar uma clínica do sono. O que mudou em quatro anos? Estou mais velha claro, e as dificuldades aumentaram, ainda faço fisioterapia respiratória mas desta vez o médico indicou o CPAP ou cirurgia. Optei pelo aparelho, já fiz algumas  cirurgias,  a última  foi na coluna e a recuperação foi trabalhosa.

O aparelho dá um certo receio no princípio, depois a gente vai se acostumando, a adaptação é gradual e de acordo com a necessidade há mudanças e adaptações. Minha primeira noite com o CPAP não foi boa, senti queimação e muita secura. Como tenho síndrome de Sjogreen e ela já causa muita secura, passei a usar um umidificador, na segunda tentativa respirar ficou muito mais tranquilo, dormi oito horas seguidas e acordei bem disposta.

Não é nada sexy usar uma máscara, é uma necessidade para uma condição grave e eu compreendo esta necessidade. É terrível acordar sobressaltada, a sensação de engasgo ou sufocamento é muito desagradável, várias noites despertei assustada e fugi para a cadeira do papai. Ligava a televisão e  passava as madrugadas em claro,  no dia seguinte minha vida era um transtorno.




Normalizar o  sono e descanso foi um pedido do reumatologista, em conjunto com a fisioterapia e hidroginástica. Estou fazendo tudo para melhorar a qualidade de vida, dormir bem com certeza irá auxiliar muito, e até lá vou cuidar do meu CPAP com o maior carinho. É ele que me dá tranquilidade todas as noites para adormecer com segurança.
GiselleSato
Enviado por GiselleSato em 19/11/2017
Alterado em 26/05/2018
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

A Pequena Bailarina
Assassinos S/A II
BECO DO CRIME
Meninas Malvadas
POETRIX
Trilhas da imensidão- Contos de Terro...
Site do Escritor criado por Recanto das Letras